COMO ELAS RENASCEM, “NO BERÇO”?

Partilha e cria impacto...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

image
Por: Redacção

 
De acordo com um estudo feito pela Sociedade Angolana de Sociologia,  culminado em 2011, no berço da humanidade, mais concretamente na cultura Bantu, a socialização da mulher obedece procedimentos através de rituais de iniciação que determinam seu futuro papel como esposas e mães.

 
O seu papel de dona de casa é decisivo. Responsabiliza-se pela hospitalidade e sossego doméstico. Lava, cozinha, limpa e cultiva. No lar é, sobretudo, a educadora dos filhos… e a guardiã e continuadora das essências mais puras da tradição”.

 
Os rituais de iniciação, entre os Bantu, representam o renascimento da rapariga para a condição de mulher adulta e para a sua missão fundamental de ser mãe. Depois disso ela estará disponível para o casamento, pelo que estes rituais também se podem chamar de “rituais de nubilidade”.

 
Os ritos femininos realizam-se após o aparecimento da primeira menstruação e são assegurados pelas mulheres mais experientes da aldeia que transmitem às
meninas os mistérios da sexualidade, do nascimento e da fertilidade, já que é preparação para o casamento, para a missão de ser mãe.

 
Os ritos de puberdade definem oficial e
publicamente a sua capacidade, valor e estima como procriadora-vivificadora.

 
MARCA
O valor simbólico destes rituais é o facto de se incutir na mente das raparigas o seu valor e estima como procriadoras.
A iniciação da mulher representa a assunção da sua aptidão para o casamento, que ocorre quase de seguida e mediante o qual alcança a condição de mulher adulta e preparada.

 
Assim, o casamento justifica-se e consolida-se pela fecundidade da mulher que, em geral, tem muitos filhos, o que faz aumentar o seu prestígio social. 
Não compete à mulher, decidir sobre esta matéria, pois as mulheres que desafiam
as proibições ou os tabus são reprovadas pela família.

image
Embora possuindo uma “auréola de dignidade”, a presença da mulher é “invisível” na comunidade e sociedade, reservado aos homens.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
Partilha e cria impacto...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz