D’AGOSTO BICAMPEÃO 18 ANOS DEPOIS

Partilha e cria impacto...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
2

 

 

 

 

Por: Nilton Meirelles(niltonmeireilles@yetwene.online)

A vitória do Clube Desportivo 1º De agosto na tarde deste domingo frente ao Atletico Sport Aviação (ASA), deu aos Militares a oportunidade de bisar no campeonato 18 anos depois.

Bastou o golo solitário de Gogóro aos 44 minutos do primeiro tempo para festa militar.

Desde a viragem do século, que os rubro-negros não conseguiam tal feito na prova rainha do futebol nacional. O último bis dos militares deu-se em 1999, depois de Daniel Ndunguidi repetir a proeza de 1998, levando a equipa do quartel general RI-20, ao pódio no girabola em 2 anos seguidos.

Depois de um longo jejum, é vez de Dragan Jovic, bisar no seculo XXI , com dois títulos consecutivos. O sérvio que também vencera na época passada. Pelo meio regista-se ainda o titulo do holandês Jan Brower, coadjuvado pelo professor Miller Gomes em 2006.

Rival ficou pelo caminho

Se o 1º de Agosto bisou nas duas ultimas temporadas, o rival Petro de Luanda ficou “no quase”, perdendendo directamente na corrida mano a mano com os militares nos dois últimos campeonatos.

De nada valeu a goleada hoje dos petroliferos ao Santa Rita de Cássia por 4-1, devido a desvantagem no confronto directo com os militares que festejam já o titulo dada a vantagem de 3 pontos com apenas mais uma jornada em disputa.

Roberto Bianchi, timoneiro tricolor, mereceu a confiança após cheirar o titulo em 2016. O Brasileiro imbatível na segunda volta do último campeonato (11 vitórias e 4 empates), entrou em 2017 na expectativa de conseguir a regularidade de vitórias que assustou o titulo dos rubros-negros na época 2016. Mas a grande verdade, é que o actual seleccionador nacional, não conseguiu fazer melhor, voltando a baquear na corrida final com o arqui-rival.

Reestruturar , renovar e vencer, era a combinação perfeita para direcção presidida por Tomás Faria, que terá agora que fazer uma instrospecção e encontrar as bases do falhanço consecutivo em anos que os seus adeptos sempre acreditaram no titulo, motivados pelo bom futebol, novos talentos emancipados no catetão, e que vão sendo lapidados por Bianchi, como os casos de Carlinhos, Herinilson, BalaKay, e Pedro.

Factos que poderão ser curtos para a nação tricolor perdoar o seu elenco directivo e equipa tecnica, um ano depois do principal arqui-rival perder as suas jóias da coroa do titulo 2016 : Ary Papel e Gelson Dala .

Terá o 1º de Agosto construido a melhor estrutura para suportar o bicampeonato em 2017 ? Ou os petroliferos terão perdido o foco desde o momento de partilha do seu treinador principal com o departamento de selecções da Federação Angolana de Futebol?

Reflexões que farão rolar muita conversa daqui em diante, e só o tempo apresentará as consequências dos resultados deste ultimo campeonato?

Por Agora a festa é Militar, pelo bis 18 anos depois, que pode valer ainda a dobradinha, caso terminem com êxito a taça de Angola.

A ver vamos.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
2
Partilha e cria impacto...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe um comentário

1 Comentário em "D’AGOSTO BICAMPEÃO 18 ANOS DEPOIS"

Notify of
avatar
Sort by:   newest | oldest | most voted
Edson Neves
Visitante

Há mais ou menos 3 anos, que numa das suas análises, o comentarista desportivo Luis Cazengue “Luizinho” proferiu que devido grande reestruturação que o clube Militar está a sofrer, o nível organizativo, o foco e investimento sério em novos talentos, o Primeiro D´agosto se tornaria no clube vencedor de muitos campeonatos nos próximos 10 anos. Afinal tinha mesmo razão.

wpDiscuz