FEBRE AMARELA: SAIBA TUDO

Partilha e cria impacto...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

image

Por: Bruno Arrobas
Falar em boa vida resume-se em ter, acima de tudo, saúde. Mas parece que nos últimos dias a saúde vem virando, cada vez mais uma miragem, a julgar pelo surto de febre amarela que assola o país e, sobretudo, Luanda.
Nesta edição vamos saber mais sobre a doença, conhecer o vírus causador, sua descoberta, como se desenvolve, e o melhor: como podemos nos prevenir dele, pois é do nosso interesse que procuremos todos por uma “boa vida”.

O QUE É A FEBRE AMARELA?
A febre amarela é uma doença infecciosa grave, causada por vírus e transmitida por vetores. Geralmente, quem contrai este vírus não chega a apresentar sintomas ou os mesmos são fracos.
As primeiras manifestações da doença são repentinas: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vómitos por cerca de três dias. A forma mais grave da doença é rara a costuma aparecer após um breve período de bem-estar ( até dois dias), quando podem olhos e pele amarelos, constantes hemorragias e cansaço intenso. A maioria dos infectados recupera-se e adquire imunização permanente contra a febre amarela.

image
Desde o dia 20 de Janeiro deste ano, após resultados das amostras estudadas, a febre amarela tem provocado muitas mortes em Luanda e um pouco por todo o país. O município de Viana em Luanda, destaca-se como a zona mais afectada e já registou 92 casos suspeitos e 29 óbitos e, de igual modo, a província da Huila, tem registado 30 casos e seis óbitos.

COMO SE TRANSMITE?
A febre amarela é transmitida por mosquitos em áreas urbanas ou silvestres. Sua manifestação é idêntica em ambos os casos de transmissão. Pois o vírus e a evolução clínica são os mesmos – a diferença está apenas nos transmissores. No ciclo Silvestre, em várias áreas florestais, o principal vector de febre amarela é o mosquito “Haemagogus”.
imageJá em zonas urbanas, a transmissão dá-se através do mosquito “Aedes aegypti” ( o mesmo que Dengue). A infecção acontece quando uma pessoa que nunca tenha contraído a febre amarela ou tomado vacina contra ela circula em áreas florestais e é picada por um mosquito infectado. Ao contrair  a doença, a pessoa pode tornar-se fonte de infecção para o “Aedes aegypti” no meio urbano. Além do homem, a infecção pelo vírus também pode acometer outros vertebrados. Mas atenção, uma pessoa não transmite a doença directamente para outra.

COMO SE PREVINE?
Como a transmissão urbana de febre amarela só é possível através da picada de mosquitos “Aedes aegypti”, a prevenção da doença deve ser feita evitando sua disseminação.
Os mosquitos criam-se na água e proliferam-se dentro dos domicílios e arredores. Qualquer recipiente como baldes de água, latas e pneus( os chamados hotéis cinco estrelas para os mosquitos) contendo água limpa são ambientes ideais para que a fêmea do mosquito ponha os seus ovos, de onde nascerão larvas que depois se vão tornando mosquito. Portanto, evitar acúmulo de água parada em recipientes sem tampas.image Para eliminar o mosquito adulto, em caso de epidemia, deve-se fazer a aplicação de inseticida e repelente. Além disso, devem ser tomadas medidas de proteção individual, como vacinação. Outras medidas preventivas são o uso de mosquiteiros e roupas que cubram todo corpo.
No nosso país já foram vacinadas 900 mil pessoas e prevê-se vacinar ainda mais 1 milhão e 578 mil 85 pessoas. Segundo o Ministério da Saúde, está em via a realização de uma campanha de vacinação porta-a-porta e de preferência aos fins de semana.

Por isso, se queres ter uma “boa vida”, previna-te tu e os teus!

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
Partilha e cria impacto...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz