O PASSAGEIRO

Partilha e cria impacto...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
1

image

 

Por: Wínia Silvana

Salta aqui, filho! agora vem por aqui. Possas! Já estou a ficar cansado. Eu não sou coelho para ficar a saltar de um lado para o outro. Já começou o meu sofrimento, assim que começaram as chuvas.

A chuva, meus amigos, aqui em Luanda, alimentou o jardim que está de fronte à janela da minha sala; oxigena a vida e permite que o mundo, todos os dias, se transforme.

A chuva quando vem destapa tudo! Antes de ontem não foi diferente, nas primeiras horas do dia seguinte, em todas as paragens já havia uma agitação tremenda dos taxistas, que amam quando chove para aumentarem o preço do táxi e incurtarem trajectos.

Pois bem, e o tempo passou mesmo. Nosso personagem, que já não tinha grande paciência, também já não tinha muitas simpatias. Tornou-se num burocrata (no pior sentido da palavra). Pousava de intelectual frustrado, mas não passava de um “passageiro” necessitado de uma inocência perdida.

Quem vive onde judas perdeu as bodas, logo que ouve uma trovoada, “wawé!” Já coloca as mão na cabeça” Aiué, meu Deus!” Amanhã não vou conseguir sair de casa.

image

Nvula, parece que Luanda não te gosta, yá!!!! Quando vens mostrar os atletas que todos nós temos por dentro. Zonas intransitáveis, meninos passando pelos muros, o lixo vem para te dar um cule e anunciar a senhora cólera.

Nas casas só as electrobombas a funcionarem para tirar a água dos quintais!

E os utentes da estrada gritam:

Encosta aí, pá! Queres que eu vá à direita ou à esquerda?! O chão está escorregadio.

É pá, gerente fico aqui!

Já estou cansado dessa brincadeira. E assim estou a ir trabalhar. Ainda tenho de apanhar mais três táxis ou quê, já nem sei bem.

Façam boa viagem!

image

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
1
Partilha e cria impacto...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz