TRUMUNO. ADEPTOS PRONTOS A DISCUTIR AO ÚLTIMO APITO

Partilha e cria impacto...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

 

image

 

 

Por: Bruno Arrobas

 

 

O Primeiro de Agosto e o Petro de Luanda descem logo ao palco dos sonhos angolanos, no “11 de Novembro”, às 18horas.

 

 

E como o que é nosso, fica mesmo em Yetwene (entre nós), saímos em busca dos factos e dos protagonistas que logo farão a nova catedral do futebol angolano vibrar de emoção. A nossa equipa já está em campo e começa agora a lhe distribuir todas as jogadas, tin-tin por tin-tin.

 

 

O sábado do clássico acordou cedo, mesmo sendo época de cacimbo, os adeptos dos dois conjuntos não temeram e contra todo frio, começaram cedo a marcha que os levará até ao estádio.

 

 

A nossa gira pelos que giram pelo “gira” começou no Prenda, um dos bairros mais antigos de Luanda, localizado no município da Maianga, a sua proximidade com a sede do Clube Central das Forças Armadas, 1 de Agosto, faz dele um quartel general de apoiantes e sócios do “glorioso Pri”. Os adeptos, ferrenhos, logo cedo, não queriam falar de outra coisa, se não do grande “trumuno”.

 

 

image

O sócio e adepto do 1 de Agosto, Carlos, nostálgico, começou por se exprimir que “há muito que não me sentia assim tão confiante na vitória, até parece que esse ano foi feito só para o Pri”, o entusiasmo e a confiança, segundo explica, é pelo facto de se estender também nas modalidades de Andebol, tiro, futebol iniciado, recentemente com o basket “e será também com o futebol sênior”, enfatizou com muita crença na vitória, “Hoje é surra”. Finalizou.

 

 

Para Maura, outra adepta do clube militar, “a equipa dá garantias, hoje vamos todos ajudar na vitória”, questionada sobre o que seria caso o resultado fosse negativo, a garagó( denominação dos adeptos militares) respondeu que, “como militares, estariam preparados para qualquer resultado, mas, diante do Petro só podemos esperar por vitória e não se fala mais nisso”.

 

 

Com o Prenda em festa decidimos procurar pelos adeptos tricolores, não foi difícil encontrá-los, porque se via em todo lado jovens vestidos a rigor, afinal, o Petro é o campeão dos campeões, e paramos no bairro popular, onde se situa o campo de treinos do Petro “Catetão”.

 

 

 

image

Sem temer a nada, dois adeptos, em coro, cantaram o refrão da música de incentivo aos tricolores, cantada por Dionísio Rocha, ” na hora da verdade, ninguém segura o Petro…” o apoiante Pedro acrescentou “o Petro acostumou-nos a surpreender, esse ano, contra todas as expectativas, lá estamos nós no pódio e ainda vamos fazer gracinha, aguardem” perguntado se não temia o ataque militar, respondeu-nos: ” Eles têm o melhor ataque e nós a melhor defesa”, fez recurso a um ditado para rematar, “os ataques ganham jogos e as defesas ganham campeonatos, a ver vamos!”.

 

 

Lembrando que as duas equipas defrontam-se por 71 vezes e o Petro leva vantagem sobre o seu oponente.

 

 

E hoje, quem levará a melhor?

 

 

O jogo começa às 18h00′ no estádio nacional “11 de Novembro” em Camama, mas aqui, o jogo já começou!

 

image

Ficam, assim, as primeiras reações que prometemos trazer nessa mega transmissão do grande Trumuno.

Fique conectado!

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
Partilha e cria impacto...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz