ZONA ECONÓMICA PROMETE DIMINUIR DESEMPREGO

Partilha e cria impacto...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
41

 

Por: Lénio António

Com 22 indústrias em funcionamento, a Zona Económica Especial (ZEE) Luanda-Bengo já empregou mais de cinco mil pessoas. De acordo com o decreto Nº 57/09 de 13 de Outubro, as unidades industriais da ZEE objectivam diminuir o desemprego, gerar competitividade nacional e atrair investimento estrangeiro.

Dos municípios de Viana, Cacuaco e Icolo e Bengo, em Luanda, aos municípios do Dande e Ambriz, no Bengo, a ZEE acolhe infra-estrututuras para o fabrico de metalomecânica, torneiras, sacos de plástico, pavilhões e embalagens metálicos, mobiliários, colchões e muito mais. Conforme apurou o Jornal OPAÍS, os investimentos continuam incessantes, apesar do momento difícil por que atravessa o País.

O maior conglomerado empresarial chinês, o CITIC Construction está a investir numa fábrica de alumínio, com vista a reduzir as importações, promover as exportações e contribuir para a melhoria da balança comercial em resposta às demandas nacionais. Do montante total, 10 800 milhões de dólares provêm de fundos próprios, subscritos pela CITIC Construction (Angola), que ascende a um investimento externo de 29.200 milhões de dólares.

A Sonangol participa na ZEE, por meio da subsidiária Sonangol Investimentos Industriais (SIIND), por indicação do Chefe de Estado, tanto na definição de estratégias sobre a implementação e na cedência de recursos humanos qualificados, como no apoio técnico, material e financeiro.

ZONA ECONÓMICA ESPECIAL

Trata-se de um espaço físico delimitado para instalação de empresas que impulsionem o crescimento económico, a criação de emprego, a competitividade empresarial que vão beneficiar em termos fiscais de um estatuto especial.

A Zona Económica Especial, abreviada por ZEE Luanda-Bengo, foi aprovada e criada através do Decreto Nº 50/09 de 11 de Setembro. Tem um capital inicial avaliado 50 milhões de dólares e compreende 7 reservas industriais, 6 reservas agrícolas e 8 reservas mineiras. Com cerca de 8 mil hectares, que se estendem do quilómetro 30, em Viana, a província do Bengo, 73 fábricas diversas é a meta da ZEE.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
41
Partilha e cria impacto...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz